13 de janeiro de 2016

Que horas ela volta?

Que filme brasileiro tem as suas decadências nós já sabemos, mas que também possui ingenuidade na forma de filmagem nós também notamos, ingenuidade essa que torna a sétima arte parecer mamão com açúcar, que nos leva a uma pergunta: Qual a grande característica do cinema brasileiro? A simplicidade.

Mas a simplicidade não é falta de qualidade e nem a falta de grandes produções, o cinema brasileiro consegue retratar através do humor ou do drama o contexto real da realidade, em assim foi o filme “Que horas ela volta?” (cujo titulo já é uma manifestação da realidade, não condiz com a história, mas quem nunca se intitulou o que não é?) um drama leve com problemas leves e um sentimento pesado, foi cogitado a ser indicado ao Oscar, mas o Oscar não está no alcance desse filme, esse tipo de filme deveria ter uma premiação própria, algo do tipo verdades da vida e categorizar como Tapas na Cara, Realidade social, Amores incondicionais e Se eu fosse você eu faria [...]

Mas a onde eu quero chegar nesta prosa? É que pela internet vi muitos comentários negativos do filme Que horas ela volta? Que foi exibido anteontem na televisão, e ai eu pensei só eu que gostei do filme? (sim só você a rainha do drama, patriota, amiga do lula, a diferentona sambista do esquenta, Cult). Val é uma empregada domestica que mora em seu emprego que deixou uma filha em Pernambuco há 10 anos, criou o filho da “patroa”, mas não sabe como foi a criação de sua filha, sempre foi tratada como parte da família (assim dizia a patroa), mas a realidade da coisa acontece quando essa filha resolve vir morar com a mãe, na casa de seus patrões, e é aí que o cinema brasileiro deu banho na demonstração da desigualdade social e educacional, mostrou o quanto falso era essa relação empregado X empregador, o quanto nada da família ela era e o quanto mais educação (educação de mãe e educação de aprendizado) que se tem, mais rico (com ou sem dinheiro) você é.


Afinal por que gostar de um filme desses? Ele não tem super produção, não tem romance, não tem exploração sexual (simmm é brasileiro e não tem) e não tem um ritmo todo de ação. Mas gostar porque a ficção bate com a realidade, gostar porque dá vontade de desprender das coisas, gostar porque a relação mais ardente foi da filha com a mãe, e gostar porque a simplicidade brasileira passou acima das futilidades cinematográficas.

Enfim, por favor, continuem amando super produções; Eu também amo, só não julguem a falta dela como falta de conteúdo ou qualidade, não basta só visualizar, tem que sentir a arte às vezes também.

7 comentários:

  1. Assisti a ele quando passou na tv, mas já estava de olho por te lido muitos comentários positivos justamente sobre ele. Confesso que não vi as pessoas falando mal depois dele ter passado na tv - falta de atenção de minha parte. Mas que o filme é sensacional isso todo mundo deveria ter notada. Parece mais que os brasileiros de tão acostumados a filmes internacionais não consegue notar que aqui são feitos de outra forma como por exemplo, Boa Sorte, Um doce de Mãe que tem essa coisa da simplicidade, de transmitir uma mensagem a cerca de nossa realidade, de nos fazer analisar a vida sobre uma outra perspectiva. O filme é lindo e concordo contigo quando diz que ele precisa de uma indicação própria.
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai como é bom ver comentários maduros <3

      Houve alguns burburinhos no face e no twiiter, mas eu sie que é foi a minoria, mas meu deu vontade de escrever e escrevi haha. ótimos exemplos citados também, o cinema brasileiro ta crescendo e ta fazendo a sua própria maneira de se fazer cinema, vou visitar teu blog >.< Obrigada !!!!

      Excluir
  2. TB VI E GOSTEI,UM POUCO PARECIDO COM O FILME 'AS DOMÉSTICAS',porém mais leve...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sueli, tudo bom?
      É verdade não tinha feito essa ligação ainda !! obrigada pela visita de sempre, beijooooos

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário e sua opinião sobre o post ! Além de ler todos também terei o maior prazer de retribuir. Quer tirar alguma dúvida? Você também pode entrar em contato pelo e-mail: grazielle.matos@hotmail.com.

Beijão e fique sempre a vontade !

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo