26 de outubro de 2018

Nunca precisamos falar tanto de amor. [03 notas de rodapés]


Não tinha nada a escrever aqui, só sabia que precisar ter esse titulo, porque é so isso que sei no momento e sinto: Nunca precisamos falar tanto de amor. Se te fiz entrar nesse post com uma intenção lavada de ler uma crônica ou algo que te inspire, desculpe.

Mas eu fiz sim isso, te trouxe aqui para sentar na poltrona, te olhar no olhos e dizer AMOR, sejamos amor, te abraçar e dizer que é possível praticar a sororidade, que encher o peito e mente de coisas boas funcionam, que existe amor em SP, que é possível se sentir derretida ouvindo Ed Sheeran,  aliás para escrever isso aqui hoje antes de tudo pensei em várias coisas que me encheram de amor nesses dois dias.

1- Assistam A Star is a Born , o tal falado filme da Lady gaga que  na verdade não é um filme sobre ela ( como muitos pensam) ela está como atriz, interpretando um personagem musical, que vai tocar seu coração de alguma forma, seja na trilha sonora que arrebata os corações ( há rumores de indicação ao Oscar), trilha essa compartilhada vocalmente com Bradley Cooper, mas caso a trilha não te arrebate, o cursar da história de alguma forma irá te tocar.

Tocar eu disse? Coloque play então aqui:



2 - Ed Sheeran e John Mayer, uma play lista na qual busquei para falar de amor aqui: https://open.spotify.com/user/carleymck/playlist/6R9uOvyeVuPTKAZBl9Zkfw



3 -  "Nada contra a prosa, mas é ..."
Goze.


Ok, somos todos sensibilizados pelas musicas, nuances de soul, guitarras e composições melódicas, e daí? Precisamos falar de amor. Precisamos nos aquecer em tempos de ódio e recessão. Sim estou falando sobre politica, mas de uma forma e meio para superar esses tempos perdidos ( já dizia Legião Urbana neh), não é sobre planos, sobre teorias e etc , não se esqueçam é sempre Sobre AMOR.

Fique junto de pessoas que te acolham e vibrem coisas boas e amor.
e amor, e amor e amor.

Quer saber minha posição? 
hihi #elenão

19 de outubro de 2018

Só. Você



A musica que só você sofre, só você sente. 
Só você projetou a situação nela e depois de anos você a ouve e pensa que só você recorda de algo com ela.

Só você a idealizou como a musica do casal, só você cantou o refrão pensando nelx, só você ficou triste quando a ouviu novamente. Só você baixou para poder ouvir toda vez que pensa nelx. 

Só você se entregou nessa quase relação, só você vez café de manhã, só você perdoou a briga, só você insistiu nas mãos dadas, só você sorriu no fim do beijo dado, só você pensou que tinha uma musica amada.

Só você.

Só você pode se amar, só você pode dançar e movimentar seu corpo por si só, só você pode fazer seu café e saber o prazer de toma-lo, só você tem você mesma, só você sabe o grau de importância dos seus sonhos, só você pode muitas coisas além de amar só.

Elx, também pode fazer algo por si só, mas não sabe o quanto só você o amou.
A musica não é só sua, nem só delx, a musica que só você sofre, milhões sofrem por elxs.
Mas venha cá, não sofra só..

27 de agosto de 2018

SlowFashion - Consumir é fazer escolhas.

08 de agosto de 2017, eu fiz uma postagem aqui no blog falando do inicio de uma jornada chamada - ser consumista consciente. (leia aqui). E exatamente quase um ano após esse texto, participei de uma roda de conversa que abordava o seguinte tema: Vida Slow. nesta roda tivemos convidadas falando um pouco sobre o slow  marketing, slow beauty, slow pharmacy e slow fashion, tive  a felicidade de compartilhar sobre esse caminho que comecei, sobre o consumo consciente e princialmente sobre o consumo da moda, essa roda foi proporcionada pela RolêFeira, ( Feira artesanal e empreendedora itinerante de Araraquara) na qual também sou uma das organizadoras.


Ainda estou no processo, mas poder já inspirar outras pessoas que estão iniciando essa era, traz um bum grande no meu coração, perceber  o caminho que estou construindo e ver o quanto aquele texto de uma no atrás trouxe mudanças na minha vida, ver que o processo tem avançado , hoje eu já né identifico com sou NÂO/QUASE não sou mais CONSUMISTA.
E é a partir daí que nasci para o mundo do SLOW de verdade, quando o excesso já não fazia mais sentido para mim e a necessidade de ser conhecer melhor o que você eu estava consumindo falou mais alto, mas eu só tive esse click maior quando o projeto (brechozin) Amor Retrô já estava gatinhando. Sempre gostei de garimpar roupas usadas, mas o objetivo inicial era achar coisas exclusivas e estilosa, mas quando transformei isso em negócio entrei num novo mundo, o mundo (re)usar (re)amar. Foi ai que me comecei a me aprofundar no SlowFashion (ainda estou  

Falando ao pé da letra e resumidamente SLOWFASHION.
O movimento Slow Fashion propõe um sentindo alternativo na moda e no consumo dessa moda, procurando impactar de forma positiva a sociedade e o meio. 

Com a globalização dos anos 90 e a tecnologia através da internet, hoje nós temos muito acesso a muita coisa, principalmente para consumo e compras a todo momento, nunca foi tão fácil adquirir coisas e cada vez mais acessíveis e baratas, com a china e o Japão logo ali então (leia-se aliexpress rs)

O que acontece é que a sociedade de modo geral nós leva a consumir mais e mais rápido todo dia, todo dia tem um GOOGLE diferente (te mostrando coisas que talvez você poseria gostar), e ai ao SlowFashion começa a ir na contramão mas ao mesmo tempo para futuro. Retraindo esse consumo, mas sem deixar de consumir, na verdade a tendência é consumir! MAAAS conscientemente!
E como impactar positivamente? O slowfashion prega que é possível consumir e usufruir da moda mais limpa e afetiva, como por exemplo incentivar itens produzidos localmente e artesanalmente , itens recicláveis, com visões e processos sustentáveis, bem como peças de qualidade e que tem resistência para se usar por um longo tempo, artigos com procedência limpa , livre de trabalho escravo, através de condições justas de trabalho e até mesmo programas comunitários e sócias que beneficiam famílias e comunidades. 

Consumir é fazer escolhas
(exceto o pijama de aniversário que você ganha da tia todo ano ok?) 

Mas não é só o presente da tia que não escolhemos mais, além dos presentes, também não escolhemos mais o que consumimos atentamente, consumimos inconscientemente, já ouviu falar de que nunca se deve ir no mercado com fome? É isso que "fazemos" de modo geral, compramos itens por desejos frescos na cabeça, por beleza, por tentação, pro impulso. Queria propor, por exemplo, que na sua próxima compra de algum item JEANS fizesse três perguntas:
  • Vou usar até quando?
  • Para que eu quero esse jeans?
  • Consigo achar essa mesma peça (ou parecida) de segunda mão? 
Porque o jeans? Eu adoro sempre usar o jeans como exemplo, O jeans é a peça mais versátil e atemporal que existe, além de que tem uma durabilidade enorme, e para acabar com uma peça de material jeans, tem que usar muito e mesmo assim é tipo de tecido que é mais fabricado e consumido no mercado, o jeans é 100% de algodão (geralmente, quando não é cem porcento, grande parte dos materiais usado é o algodão) e o algodão é a fibra que mais tem impacto negativo ambientalmente nas indústrias têxtil, para produzir uma calça jeans é necessário 11 MIL LITROS DE ÁGUA. 

11 MIL LITROS DE ÁGUA
(segundo dados de consumo têxtil do site Ecycle

Esse consumo de água vai desde para o plantio do algodão até as mil lavagens e utilidades da água durante processo de tingimento do jeans,  você já parou para pensar quantos mil litros de água foram necessários para se ter as peças que você tem no seu guarda roupa?  CALMA MIGXS , não é para entrar em paranoia (por que dá neh). Mas é só para dimensionar o quanto consumimos inconscientemente. 

Durante a roda de conversa, uma amiga comentou que ela não comia mais carne achando que estava reduzindo o consumo de água, e ai tuuudo foi para os jeans que ela possui. (kkkk, o baque pode vir por onde você menos espera néh  #realLife ) 

E ai que entra o universo dos brechós como uma das alternativas para praticar o SlowFashion, como eu sempre digo a moda é um eterno revival, gostamos de moda, de tendencias de ter peças que estão "na moda", mas todas as tendencias e modelagens são recriadas, a moda a vai e volta, então porque sempre comprar coisas novas? 

Há estudos que dizem que *COMPRAR UMA ROUPA USADA ESTENDE SUA VIDA ÚTIL EM MAIS DE 2 ANOS.  como diz a Jonna do blog Um Ano sem Zara "- Numa sociedade em que uma peça é usada em média 5 vezes antes de ser jogada fora, estender a vida útil dessa peça em mais de dois anos é MUITA coisa."

*Dados segundo Resale Report 2018, um relatório anual que faz uma grande avaliação o mercado de compra e venda de produtos de segunda-mão. 

Mas Grazi, eu devo só consumir roupas usadas? NÃO! 
Estimular o consumo de roupas usadas é uma alternativa que está em expansão e muito eficaz, mas não ´e tudo que você precisa ou quer está em brechós, consumir coisas novas é valido, desde que consuma e compre consciente da necessidade da compra, na origem, se irá realmente usar, como usar,  valorizar mão de obra e mercados locais também ;)

Praticar a mudança de habito e de consumo, escolha de verdade o que quer consumir.

Quem nunca? "Você não precisa parar de consumir, mas sim para de se comportar só como consumidor" - Grazielle Matos (eu mesma) kkk

Quem tá junto?

3 de agosto de 2018

Links e Pensamentos {15} Você Precisa de Fé, menina Fé.

O dia acordou todo trabalhado na cartela de cinquenta tons de cinza, corri para colocar play em Bon Iver, colocar minha jaqueta jeans fria e pegar minha caneca de café sofrida.

Eu tenho precisado todo dia ler um relato, texto, vídeo de uma pessoa forte, para fazer me lembrar que também posso ser e conseguir sair da procrastinação. Tem sido já um limbo sem fim, desanimo - vejo historias de coisas piores - acordo para vida - reajo - faço - desanimo de novo.

Ultimamente tenho misturas de vários sentimentos.
Ontem sofri porque o meu mestre de treino de Muay Thai no qual treino há dois anos e meio encerrou as aulas onde estava, e ainda não tenho nada previsto para onde continuar, fiquei uma tarde e uma noite toda murucuchu por isso, mas aí cheguei em casa fui passear com o chokito que tadinho fazia seculos que não via a rua, andei pelo bairro, coloquei fone de ouvido,  terminei a janta que minha mãe já tinha começado ouvindo musica do rei leão e por fim tomei banho e dormir mais cedo.
Nesse mesmo dia eu estava com a cabeça a mil, de coisas que ainda tenho que fazer e aquele desanimo que citei em cima (sobre precisar ler historias fortes) e ai de repente desliguei  o modo on e fui curti o fim do dia. FUNCIONOU!

No outro dia, acordei melhor, mudei as ideias, desacelerei, voltei a estaca zero , embarquei no lema de - Faça uma coisa de cada vez e no fim do dia você fez tudo; Ouvi musica no caminho do trabalho (alias é meu momento favorito dia) com sol no rosto e cabelo macio, arrumei planilhas e comecei a mexer os pauzinho pesados do dia a dia, tudo meio que fluiu.

E em meio a esses sentimentos bagunçados, também sinto muita falta de pessoas e coisas, tô com saudades de pessoas de longe, um certo alguém, de uma prima, de uma amiga, um tempo perdido e do bolotinha, ahh que saudade me meu do bolotinha, bolotinha é o filho de uma das minhas melhores amigas, que tem olhos enormes e oito dentes na boca e a  cada foto que ela posta dele eu morro de fofura do outro lado do computador, o engraçado é que não tive muito contato depois que ele nasceu (contato presencial) mas sinto tanta falta de ser tia desse menininho. 

Mas mudando de assunto;
- VOCÊ PRECISA DE FÉ, MENINA FÉ.
- VOCÊ PRECISA DE AMOR, MENINA AMOR.

Tenho escrito esse post por dias, todo dia abro a pagina e edito, reescrevo e acrescento mais emoções perdidas, e a de hoje é que não precisei ler nenhuma história para perceber que sou muito boa! Sim EU SOU muito BOA. Retomei nessa ultima semana a minha auto estima que tava meio em declínio, voltei a sentir prazer em coisas perdidas, voltei a ver os dias como dias enormes para se realizar mil coisas. Isso é muiiito bom, eu vou curti essa fase antes que venha outra e outra e outra {...}
Mas vamos dizer que tudo isso sofreu influencias de outras coisas como: Em breve é meu aniversário, o inferno astral está passando, vi pessoas queridas de novo, o gás no trabalho tá a mil e próxima edição da Rolêfeira só tá me dando orgulho de fazer parte desse projeto cada vez mais.

Ahhhh  como é boa esse energia !

E para completar tudo isso, uma joaninha pousou em mim. 
Quando foi a ultima vez que você viu uma joaninha? (tic tac tic tac)
Sério, não é incrível? A gente até se esquece que ela existe na cadeia dos insetos, parece coisa de criança, desenho animado, mas não! Elas existem hihi, assim como as pequenas coisas lindas da sua vida, assim como café adoçado, assim como toque de dedos de mãos dadas, assim como ligar o rádio e a sua musica favorita estiver tocando, assim como receber mensagem fofa no celular, assim como ver criança sorrindo , assim como ..... 

Nessas nuances também percebi que preciso me programar melhor.
ESTUDAR corretamente, tirar uma hora, um tempo fixo para focar em algo, como por exemplo cursos onlines comprados e ainda não feitos. GOOD me help !
Mas agora vai, até cronograma disso tá saindo ( QUE EVOLUCIONNN )

Adendo: ainda continuo em obras, então ainda estou fudida (financeiramente heimm rs)

Antes dos 30.
Não quero mais pensar nisso, vou fazer 27 anos e sabe aquela sombra de que você precisa ter e fazer certas coisas até os 30 anos?  Me libertei, to só a Luka no refrão - To nem aíiii, to nem aíiii.
Até porque não tenho nada na vida mesmo kkkk. Mentira tenho uma meta apenas para antes dos 30 - Concluir minha casinha e loja, quero depois disso me ferrar , viver , ou me dar bem quem sabe, sem pensar se consegui ou não antes dos temido 30 anos, como uma amiga sempre me diz, a vida só se vive uma vez. MAS CUIDADO também hehe 

No meio de tudo isso, também nasceu uma certeza. Tô disposta.
Acho que finalmente posso dizer que estou disposta e aberta à relações (seja ela qual for).

Ah o dia acordou cinza e por incrível que seja Vanguart liberou em instantes o clipe da musica que masi ouvi durante essa semana. Venham, inspire e respire comigo aqui nesse play.


Links e coisas que me interessei.
Nada dá mais tesão no mundo, do que um tempo com quem se ama. VOCÊ MESMA



Eu sou imensamente apaixonada por Pedro Salomão, ai do nada PÁAAA ele me grava esse video com a musica que masi amo dele. Tá dificil viver nesse mundo viu.



As vezes elas morrem, e isso é natural ! Siga seu caminho e coração. 


Um look, um óculos, uma mulher e uma iluminação para vocês :



To me interessando por caligrafia, e to salvando varias dicas e tutoriais por ai, a ideia é personalizar as caixinhas e pacotes das compras online do brechozin , olha que lindo:


Se tem uma coisa que masi tem sido salvo no meu Pintrest é cartela de cores, decoração e inspiração para minha casinha, e essa cartela do flamingo com verde e turquesa tá tão maravilhosa. Pretendo trabalhar nessa escala de cores o terraço e a lojinha.


Fuegooo na rabeta! Sim já estamos com planos para mudar o cabelo, mas bem sutil dessa vez quero chegar nesse tamanho e tons de mechas, meio hipester praiana lindona hihih.


Por hoje é só, e deixa eu curti meu resto de dia chuvoso aqui.
Cruj Cruj Tchau.

29 de junho de 2018

Apenas mais um texto descritivo.

гиф анимация,гифки - ПРИКОЛЬНЫЕ gif анимашки,борщ,приколы про еду

Peguei minha bandeja e sentei na unica mesa que sobrava vazia na ponta, estava eu de novo num habitat dos leões sem coração, na Praça de alimentação do shopping. 
Tão insegura que até a presença de uma turminha de adolescente em plenos quatorze ou quinze anos sentados ao lado fazia com que me sentisse inferior a eles, logo eu, 26 anos, com todos perrengues já vividos (e olha que virão mais), mas estava ali sentada comendo e incomodada.
A sensação de não pertencer ao um local é assustador, talvez influencias astrológicas ou hormonais tenham se manifestado, sentia a barriga maior, sentia que não estava vestida bem, sentia exposta demais, perdida de mais.

Outro dia vi um video da Jout Jout, dizendo que geralmente quando você critica , observa demasiadamente a vida alheia, opina demais nas outras pessoas, é porque você esta se sentindo auto critica de mais e vê nas pessoas o que você acha que as pessoas estão vendo em você.

Bom, ali estava eu e minha bandeja na praça de alimentação do shopping, praticando o meu eu interior projetado nas pessoas ou apenas um momento de auto critica indolor.
Vocês também se sentem um observador infiltrado quando almoçam sozinhos no shopping?
Tudo sem afeto sem calor, marketing em massa, comercio comercio e comercio, o único afeto mais intimo eu presenciava a frente um casal recém namorados, carinho na orelhas e mãos na cintura alheia, desfrutando o instante, do outro lado uma mesa gigante de possíveis empresários em uma reunião de trabalho talvez? Todos estereotipados com algo da área tecnológica (talvez também). 

Em instante passam -se  dois amigos ao lado sem expressão maleável, todos com zen fones ligados. Na mesa atrás um casal despojado, um deles faz sinal na orelha de SUPIMPA elogiando a comida de primeira, que dó, mal sabe ele que só come sujeira ainda mais com os novos milhões de agrotóxicos aprovados, mas quem sou eu para julgar essa calvário? Sentada com minha bandeja de Mac Donalts  ao lado. 

Compras, comércio e falso status por todos os lados, adolescentes julgando adultos desolados, adultos desolados julgando adolescentes por todos os lados e já era uma hora;
Precisava voltar ao trabalho.
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo