15 de novembro de 2017

Eu Errei.

Eu errei ao colocar play em Tiago Iorc as 00:30 de uma terça-feira.
Errei quando deixei terminar CataFlor e no automatico iniciar EU ERREI.
Foi ai o maior erro; Não a música. Sim ao AGORA. Me lembrei que fazia mais deu um mês que não escrevia, me lembrei que sofro por amor sem tem "amor", me lembrei que
"Dei um tempo ao tempo
Tempo demais
Tenho tempo demais, tempo demais
Pouco vale o tempo se não com você"

[...] Me lembrei que isso poderia virar uma crônica curta e vazia.



Depois lembrei dessa música, que me deixa cheia de vazios também.



[...]

18 de outubro de 2017

Links e Pensamentos {13} Quase uma playlist

Não sei se é porque acordei cedo e lavei os cabelos, porque o sol está brilhando suave como um tipico sol de manhã ou se é porque eu acabei de descobrir a música Cafuné de Pedro Salomão. Não sei o motivo, mas senti a brisa e a necessidade de vir aqui e escrever e descarregar meu ser.

" No meu colo,eu te coloco pra que a alma aflita
Perceba que a vida é mais bonita
Quando seus olhos fechadinhos, cafuné "

Acabei também de ver esse trecho do filme - Azul é a cor mais quente" e me deu uma vontade louca de fazer uma festa no quintal ao por do sol e deixar a vida fluir nesse som no replay infinito.


Falando ainda de Pedro Salomão, vai mais uma indicação para balançar esse corpo na onda da calma e do amor - Leona; Esse post de pensamentos está quase todo voltado para a música, é que andei conhecendo muitas coisas, muitas músicas e mês passado foi o mês do rock in rio (whatssss? me deixe) Não eu não fui! Mas tava eu linda e bela assistindo (pela TV) mais um dia do festival quando entra Shaw Mendes! - PAUSA DRAMÁTICA (porque eu goooxto). 
Ahhhhh gente ele arrebatou o meu ser/coração adolescente de 15 anos, que aperta a tv quando ele abre aquele sorriso com um violão, um microfone e seu estilinho alá John Mayer, seria muito pedir que alguém me ame e cante Lights On no meu ouvido? (me deiiiixe)

Pronto passou, voltando aos 26 anos de imaturidade.
Quero voltar a falar da coisa que mais falo na minha vida, como as coisas surgem e acontecem porque elas realmente tem que acontecer, e um desses fatos é o fato de conhecer certas pessoas, pessoas que entram na nossa vida e depois saem ou mudam sem "motivos" ou a conexão se transforma, ou acaba, ou simplesmente foi só uma passagem, enfim, sempre que acontece isso eu paro e penso, o que essa pessoa mudou na minha vida, e sempre , sempre , vejo que eu antes dessas pessoas era uma outra pessoa, vejo o quanto cada uma me mudou, me trouxe experiencias, uns trouxeram coragem, outros força, outros me abriram os olhos, outros aprendizado, outros ranços mas tudo com aquele motivozinho maroto. Então quero deixar meus sinceros votos de gratidão para esse universo que me traz essas conexões e desconexões nessa vida. 

Reciprocidade.
Lindo de ser ler e falar, é gostoso dizer pausadamente Re ci pro ci da de.
O que muitos não sabem, é que infelizmente é uma loteria  , você acredita, arrisca as vezes mas sabe que é um ou meia dúzia só que conseguirá. Não! Não é pessimismo, é realismo.
Não estou falando só de relacionamentos amorosos, mas em todas as relações, reciprocidade no trabalho, no projeto, nos planos, nos sonhos, na amizade e claro no Amor (que em suma é o mais difícil).

Tenho me amado mais.
Quero deixar isso registardo aqui, ok.

Ainda não comecei a estudar nada do já falei nos outros post desse mesmo naipe aqui.
Mas tamo junto, firme e forte, uma hora vai. Porém as ideias e formas já se mudaram, então FODA-SE.

Fui para a praia esse final de semana, e uma mulher de 65 anos que vendia suas artes, me olhou sem me dizer oi e nem nada e me disse: - Gostei de você, você é loucona como eu.
~ As definições de sucesso na vida foram atualizadas  ~ Sempre quis ouvir isso, e quero ser assim (mesmo não sendo tanto ainda) aos 65 anos também.

Minha descrição no Tinder está mais ou menos assim: Gosto de Vamos? Vamos, sem mimimi!
Gente é sério, vamos tatuar isso? VAMOS! Procuro amizades/pessoas/amores/conexões sem mimimi
e se tiver algum, que seja um mimimi real, não controlável, mas se der para minimizar e controlar, descarte e se joga nessa vida. (viu a mulher de 65 anos tem surtido efeito em mim haushuahuashuah)
Falando em tinder e pessoas só queria dizer que eu me apego, TO APEGADA mas sempre me preparo para ir me desapegando. (doida hihi). Falei sobre praia ali em cima néh? Então aperta play nessa sambinha hihi


Ops vamos com mais uma música, Sr. Eroberto (o senhor filosofo que passa tododia no meu trabalho) acabou de passar aqui e pediu  para eu por essa música para ele. - Êeeeeeeeeeee Goiânia. 


E em seguida ele me disse "- Trata de guardar dinheiro e economizar, para você voar que nem um pavão roxo nesse mundo" Ah ele entende das coisas não entende? 
Falando em Voar, o Amor Retrô tá avoando amores, não sei até quando, só sei que vou pegando impulso nesse meu mundo preferido, saiu uma entrevista sobre esse universo que tenho vivido e sobre meu brechozinho no site Comunica Araraquara, vejam aqui.

Chega, faz tanto tempo que não sai essa bagunça aqui que já me perdi no que ia dizer, mas é isso, as cosias estão borbulhando, está mudando e eu to amando.

Links e coisas que me interessei.


Ilustração de @elesq que me definiu.

Dinheiro? Onde vive? Como ter? Onde gastar? Nesse patins 


Espaguete Carbonara (Receita) - Preciso!


A gente só queria um fim de tarde nesse cantinho de amor ai em cima e esse colar heart dark das profundezas aqui em baixo, é pedir muito ?


Venho pro meio desta manifestar minha próxima tatoo (não sei quando, mas será)


Para finalizar esse post bem música, ficam com essa play list que foi colaborativa em prol de uma feira que faço parte da organização que começou a nascer em Araraquara. RolêFeira!
Me tornou minha playlist favorita nos últimos dias.

Beijo para quem me aguentou até aqui.

29 de setembro de 2017

Minha vó mudou a cama de lugar.

Their powers of clinginess were so strong they were used in love potions and to magically delay legal procedures. Description from tumblr.com. I searched for this on bing.com/images

Durante vinte e seis anos que conheço minha vó, a cama sempre foi virada para a direita, e a comoda a esquerda no pé da cama e por anos o ritual de chegada na sua casa é virar na porta do quarto e todas filhas e netos deitarem no pé na cama para bater papo e saber qual foi a ultima blusa nova que ela comprou.

Mas ela mudou a cama de lugar, ignorou o fato da tomada do ventilador ficar atrás da comoda agora, ignorou o fato da dificuldade de deixar um vão para sempre conseguir ligar ele, ignorou a fresta da janela que de manhã pega bem no seu rosto. Ignorou pequenas coisas sem significado que pesaram por anos, que a impediram desse pequeno ato. 
Minha vó mudou a cama de lugar, aquela rua que só ia, agora ela vai e volta, a padaria do bairro agora serve cerveja, virou padok's bar, eu tiro dinheiro do banco sem o tal do cartão (gloria pai), o piratas bar depois da meia noite toca FUNK (entendedores entenderão), EU; eu danço e canto Funk, militâncias começaram a funcionar e pochete voltou na moda.

Tantas coisas que deixaram de existir antes por pequenos detalhes que pareciam problemas, mas quando eles se transforma/mudam, vimos que não tem problema, que no fundo não tem motivos para se preocupar, era apenas uma travinha na sua cabecinha. Mudanças acima das dificuldade, acima dos ranços das vida, acima do comodismo, ou até acima do improprio ou improvável sempre será mudança, desde que não seja retrógrado (exp: tratar opção sexual livre como doença).

Minha Vó mudou a cama de lugar. Agora eu vejo o quarto maior,
Vejo o espelho melhor e agora ao virar a porta do seu quarto a cama já está toda em nossa volta.

Mas uma coisa não muda
Meu céu cinza e escritas aqui.

19 de setembro de 2017

Saldo do Mês {Julho}

JULHO.  ALGUÉM LEU JULHO AQUI?
Um pouco perdida ? Oh Yes Baby.


Mas estamos aqui tentando reorganizar essa vida. Julho não foi nada fácil, fiquei boa parte do mês dando apoio para minha família, meu vózinho doente e aquela dor no coração de ver ele assim foi grande, mas como eu to escrevendo isso aqui tudo em pleno setembro, venho lhe dizer, PASSOU; Apesar do corre de hospital, família e dias corridos, houve sim dias de alegria, alias houve muitas coisitchas, bora descarregar essa memoria aqui.


Um dos motivos de eu fazer questão de dizer o que rolou em julho, é dizer que em julho fez um ano de Amor Retrô, uma ano de que eu me encontrei no que quero fazer e no quero crescer na vida, um ano do meu brechozin vintage/retro e cool, e eu passei tanta coisa durante esse ano com ele, aprendi tantas outras e o melhor conheci muita gente que hoje tem cadeirinha especial no meu coração. Em comemoração desse um ano, rolou fotos pela cidade com a Ellen, um redescoberta de uma amiga de infância e sorteio especial nas redes sociais (ah dá para ver que meu hair também se redescobriu de rosa para perola sabe lá que cor , ohhhh bem legal ).

No começo do mês ainda tava com carinha de frio, e rolou fotos de botinha, de jaqueta jeans linda, de meia calças e todo aquele glamour que essas nevoas nos trás, e quando o sol aparecia, eu sorria e curtia o chico periquito, as flores da rua e um encontro de carros antigos ( ah vá que fui) , até banquei a blogueirinha ryca num carro que estava lá fora (quem nunca) .

Sabe o post anterior,aqui falando do palacete das rosas? Tem foto ali embaixo de um dia que fui dentro dele num pré lançamento da minha cantora favorita <3 b="">Ekena.
Encontrei muitos garimpos para o brechó, que morro em pensar em vender, alguém também é assim aqui? Fui à uma experiencia unica de filme com degustação, detalhe o filme era a Fantástica Fabrica de Chocolate hehe, ou seja, quase um GOLDEN TICKET   isso foi.
Gastei meus suados $$ naquele minions gigante de cereal (me julguem meiiixmo)
Rolou uma feirinha relâmpago no Coletivo Co-working junto com uma semana especial sobre marketing e afins, e eu estava lá com a arara do balacubaco do Amor Retrô.
Foi o mês de chá de bebê do bolotinha, filho de uma das minhas melhores amigas, a primeira de nós a ser mãe, agora em setembro ele nasceu, e eu sou a tia mais babona do universo, quando eu vier em Dezembro falar de setembro (hsuhasuha) , vai ter fotinha dele aqui.
Fotografei a entrada do hospital que passei entre idas e vindas quase 10 dias com meu avó, mas no fim do mês (na ultima foto) tudo se acalmou e eu curti a brisa do rancho da minha família.






Palacete das Rosas com suas janelas , vista por dentro (muito amor) 








A gente passou a se amar, sim!










Apesar dos dramas vivido, eu amo fazer isso aqui e reviver cada pedacinho desses dias. 
Cada dia que passa amo mais , esse meu cantinho, mais meu, mais liberto, nada comercial.
Eu, quem vem as vezes ler ,rotina e o blog.
Perfeito.


14 de setembro de 2017

#Hastag: Detalhes, Arquitetura, Palacete das Rosas

Tarde de domingo, combinei de fazer umas fotos aleatórias para o brechó no centro da cidade com amigas, fizemos uns looks e tiramos umas fotos lindas, na onde? Em Frente ao Palacete das Rosas.
Apesar de que a maioria das fotos não foi especificamente na frente do prédio, mas mirei minha lente para esses detalhes.

Hastag para vocês: #Tarde #Detalhes #Arquitetura #PalacetedasRosas








Um dos meus lugares preferidos dessa cidade, tem um jardim na frente, umas arvores grandes, uma banca de jornal, ao lado está a prefeitura cujo na frente tem uma fonte (sem água) e um jardim de rosas que em sua alta performance fica bem lindo, e o palacete, prédio com características do neoclássico restaurado e projetado pelo engenheiro-arquiteto Alexandre Ribeiro Marcondes Machado, hoje é concentrado a secretária da cultura nele e é realizado alguns eventos  e exposições por lá durante o ano. 

Um cantinho que quando passo admiro.
Ahhh esqueci, tem nome mais lindo para esse prédio? Não.
Palacete das rosas (leiam lentamente)

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo